Inovar em tempo de Crise

banner-618x270-inovacaoemtempodecrise

Muito leio sobre os tempos difíceis que estamos passando. De fato, vemos dificuldades em vários setores da indústria e do comércio. Mas também há os que instalam a crise dentro de si, se contaminam com tanta informação pessimista no mercado.

As empresas, por sua vez, estão cortando orçamentos, devido as baixas vendas e por uma piora na situação que, ao mesmo tempo, exige de suas equipes “mais com menos”.

Vou contar uma história que muitos conhecem sobre o funcionário descontente (muito atual para os dias de hoje), que reclama com o seu líder e o questiona o por quê de o novo jovem contratado ter recebido uma promoção e ter se tornado supervisor da área que ele atua há 15 anos.

Seu líder sabiamente o desafiou, pedindo que verificasse na feira, próxima à empresa, se havia abacaxis para serem oferecidos em um evento que a companhia oferecera. Mas aquele funcionário “ranzinza” foi cumprir mais uma tarefa, não enxergando como a oportunidade de mostrar sua proatividade, ausente há 15 anos.

Logo em seguida, voltou com a mesma cara, uma mistura de desânimo com negação, informando que não havia naquela feira abacaxi para ser oferecido no evento.

Em seguida pediu para o funcionário “reclamão” que sentasse e observasse o que acontecera depois. O líder chamou o garoto, que apareceu sem demora, todo disposto e motivado. Em seguida, pediu para o jovem supervisor fizesse a mesma coisa que anteriormente pediu ao antigo e cansado funcionário.

Sem demora, o jovem retornou e diz que infelizmente não havia abacaxis na feira, mas que pesquisou entre os feirantes e descobriu que havia ali frutas que poderiam substituir o abacaxi e que eram frequentemente compradas por empresas que servem frutas em eventos. “Nosso evento foi salvo. Posso encomendar chefe?” expressa o rapaz, todo proativo.

Podemos aprender 3 ricas lições com esta história:

  1. Não se limite apenas em executar o que é pedido. Questione a si mesmo se aquela tarefa é relevante ao negócio. Não perda tempo.
  2. Pense fora da caixa. Em tempos de escassez de orçamento, as empresas precisam continuar inovando. Busque uma terceira alternativa, pratiquebrainstorming e como nunca, valorize os diferentes pontos de vista: A frase de Edwin Catmull, presidente da Pixar e Walt Disney Animation nos dá a perspectiva sobre valorizar todos os pensamentos: “Uma má ideia apresentada a uma boa equipe, será corrigida ou se transformará em uma ideia espetacular.
  3. Busque por conhecimentos e técnicas de como aflorar sua criatividade e consequentemente inovar, pois traz mais motivação para o seu trabalho e vida pessoal, enxergando possibilidades onde antes não havia.

Pense nisso. As duas palavras da vez, que combaterão o paradigma de impotência, diante de um orçamento escasso e crise, são Criatividade eInovação.

Receba nossa Newsletter

Se inscreva para receber nossas novidades e artigos

Deixe um comentário e compartilhe no Facebook

Receba nosso conteúdo
em sua inbox

Se inscreva e receba novidades e artigos da CreazoneBrasil